Retomando o processo

De repente a gente empaca. Esquece de dar prosseguimento nas coisas e quando se dá conta já se passaram meses. O último post desse blog foi em setembro! Tudo ficou parado… Não vi nada de cidadania desde então.

Mas, estou retomando. O “start” foi ter encontrado no Facebook uma amiga brasileira que agora está morando na Alemanha. Ela havia pego algumas informações sobre cidadania com meu marido faz alguns anos. Já reconheceu, já está lá e a gente continua aqui sem resolver isso.

Bem, ela deu uma ótima dica para quem vai fazer o processo no Rio. Segue abaixo o que ela me escreveu:

“Pra ele conseguir mais rápido é melhor que o pai tire a cidadania primeiro. O pré-agendamento é a maior furada! Para o pai tirar a cidadania ele vai precisar de segundas vias recentes da certidão de casamento dos pais (do italiano com a brasileira…ou seja lá o que for) e do nascimento dela, com firma reconhecida e devidamente traduzidas (juramentadas). Daí ele vai no consulado pra saber se está tudo certo ou se precisa de mais alguma coisa… sempre precisa! Depois que ele tirar (sai na hora, mas o registro no computador demora uns 3 meses) ele espera 6 meses e podem fazer o pedido. Não é fácil, mas vale a pena! Eu demorei 2 anos e meio pra conseguir a minha! Com o pré agendamento demora uns 4 ou 5 anos pra eles te chamarem lá….. Se vc puder vai lá pra se informar melhor, pois as vezes eles mudam as regras….”

6 comentários Adicione o seu

  1. silvia disse:

    Por favor estou dando entrada nos meus a proxima semana , ja estou com todos os documentos e formularios preenchidos, alguem pode me orientar, sou do estado de são paulo e posso dar entrada pelo rio de jaeiro?
    Gente me ajuda por favor ,,,,
    eu estou super por fora, oque eu sei e tudo que leio na net e dicas com pessoas mas tem gente que fla que leva 5 anos..e verdade?
    forte abraço a todos

    1. Bárbara Ferreira disse:

      Silvia, pelo que sei o solicitante da cidadania tem que dar entrada no processo no consulado do estado onde reside. Parece que vc tem que apresentar um comprovante de residência lá.

      É isso mesmo, demora muito e o pior é que em São Paulo o processo é muito mais lento. Já li pela web que estão levando uns 30 anos! Parece mentira, né? Mas foi isso mesmo que li. Por isso tem tanta gente indo reconhecer a cidadania na Itália que é bem mais rápido (alguns meses, depende da cidade).

  2. Fernanda disse:

    Bárbara,
    Eu já consegui todos os documentos (registro de nascimento, casamento e óbito) até o parente italiano que veio para o Brasil. Sou de Curitiba e tenho uma tia que mora no Rio. Aqui o processo demora muito mais tempo. A minha pergunta é se minha tia poderia entrar com o pedido de cidadania para todos nós da família (ela e os irmãos e nós: os sobrinhos) pelo Rio de Janeiro. Isso pode acontecer? Cidadania “num pacotão”?

    Pelo que eu li no site do consulado eles só atendem 15 pessoas por dia. É difícil tudo isso hein. Mas não podemos desanimar!
    Um abraço!

    1. Bárbara Ferreira disse:

      Oi Fernanda
      Olha, acho que não fazem pacotão não. Os requerentes precisam apresentar comprovante de residência. O que sei é que o processo deve ser feito no consulado da cidade onde reside o requerente.

  3. Maíra Rangel disse:

    Oi Bárbara, é muito bom ler seu blog, muito incentivador ver que as coisas podem dar certo quando existe determinação e persistência.
    Sou descendente de italianos e estou pretendendo solicitar o reconhecimento da cidadania, por isso estou lendo tudo o que posso sobre o assunto. Faço planos de me especializar na Inglaterra quando terminar a faculdade de medicina, e o passaporte europeu seria de grande ajuda.

    Minha família tem uma pasta com vários documentos do meu tataravô italiano, mas ainda não pus as mãos nessa pasta, pois é considerada um tesouro da família, e o meu tio-avô não permite que saia da casa dele. Tenho medo de ter que iniciar todo o processo, tendo que solicitar certidões na Itália e pelo Brasil afora, pois ele desembarcou no Pará, onde casou-se e depois veio estabelecer residência no ES, onde mora minha família. Mas pelo menos já sei que ele veio da comune de Cerea, província de Verona.
    Seu blog foi muito esclarecedor, continue postando as novidades da sua jornada pela cidadania italiana. Quando der entrada no processo, não deixe de nos contar como foi, os documentos que eles de fato pediram, etc.

    Abraços
    Maíra

    1. Bárbara Ferreira disse:

      Olá Maíra
      Que bom que o blog está ajudando. É essa a intenção.
      Vc está começando bem. Sua família tem uma pasta cheia de documentos! Isso é ótimo. E vc também já sabe de onde veio seu tataravô. Vai conseguir tudo bem rápido.
      Se precisar de alguém que faça busca de certidões na Itália indico o Marcos. Falo sobre ele aqui no blog. Prestou um excelente serviço para nós.
      Boa sorte pra vc!

Deixe uma resposta