Buscando informações

Como eu tinha em mãos cópia de algumas páginas do registro de estrangeiro do Paschoal achei que seria mais eficiente ir ao Arquivo Nacional para tentar obter alguma informação sobre a origem dele.

Fiquei impressionada com a organização da instituição e o atendimento dos funcionários. Uma menina educada me atendeu, pediu que eu preenchesse uma ficha com meus dados e com as informações que eu tinha sobre a pessoa que queria pesquisar. Aproveitei e pedi também uma busca da Conchetta, esposa do Paschoal que também era italiana.

Não é preciso pagar por este serviço e após 15 dias sai o resultado da busca. Se o registro estiver lá receberei uma cópia autenticada do prontuário. Nele constarão as informações fornecidas pelo Paschoal e pela Conchetta quando fizeram o registro de estrangeiro. Que ótimo!

Neste mesmo dia fui também a Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro me informar sobre busca de certidão de óbito. É preciso informar o nome completo do falecido, o ano do óbito e pagar uma taxa de R$ 43,00 para que a busca seja feita. Em mais ou menos 20 dias sai o resultado da pesquisa que informará em qual cartório está a certidão de óbito.

2 comentários Adicione o seu

  1. jocileia disse:

    gostaria desaber informacoes sobre Angelo Prando que chegou ao brasil em 1888so sei que ele nasceu em veneto lozzo atestino em 1856.se alguem souber me mande alguma coisa agradeco desde ja .

Deixe uma resposta